Nossa raiz…

Divulgação

Um mergulho nas mais profundas tradições do samba carioca. A Unidos de Padre Miguel leva para o seu desfile do Grupo de Acesso do ano que vem a história da mãe de Santo, cozinheira e pedra fundamental da nossa cultura Hilária Batista de Almeida, a Tia Ciata.

Nascida em Salvador em 1854, Tia Ciata veio para o Rio de Janeiro e trouxe consigo todo o tempero da Bahia. Trabalhou como quituteira no centro da cidade e foi através da comida que ela expressou toda a religiosidade do universo do candomblé, que era muito perseguido na época.

Em sua casa, ela recebia grandes nomes do samba e foi na casa dela que Donga escreveu “Pelo Telefone”, primeiro samba a ser gravado.

Certamente, esse será um desfile que vai tocar no fundo da alma do sambista. Um enredo que falará da nossa raiz, do nosso samba e da semente do nosso carnaval.

A Unidos de Padre Miguel ainda não definiu a data da entrega da sinopse, que será desenvolvida pelos carnavalescos Edward Moraes e Marcus Ferreira.

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: