Força-tarefa para ajudar as escolas atingidas

Na Cidade do Samba, os operários do barracão da Portela entraram em suas instalações para tentar retirar alguma coisa, mas a Defesa Civil interditou o prédio, que ainda corre risco de desabamento.

Os presidentes das 12 escolas do Grupo Especial vão se reunir hoje à noite para discutir formas de ajudar Portela, Grande Rio e União da Ilha, que tiveram seus barracões atingidos pelo grande incêndio hoje pela manhã. O que ainda não foi confirmado é se haverá mudança no regulamento do carnaval que possa manter as escolas atingidas no Grupo Especial. Sobre o regulamento, o diretor de carnaval da LIESA, Elmo José dos Santos falou à imprensa:

Nesta reunião, serão discutidas as medidas a serem tomadas e onde as escolas que perderam o espaço do barracão poderão recomeçar a se estruturar.

O diretor de carnaval da Ilha, Marcio André de Souza, defende que não haja rebaixamento e aponta uma hipótese que pode ser usada esse ano:

Acho que é um consenso que nenhuma escola deva cair, uma sobe e ano que vem, duas escolas descem.

A reunião dos presidentes das 12 escolas com a Liga acontece hoje às 19 horas.

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: