Prédio da Brahma está no chão

Na manhã deste domingo se completou mais uma etapa das obras de ampliação do Sambódromo, com a demolição do complexo de prédios que formavam a fábrica da Brahma, no antigo setor 2 da Passarela do Samba.

O prefeito Eduardo Paes acionou os explosivos, que em menos de um minuto colocaram as edificações no chão.

Este slideshow necessita de JavaScript.

As obras estão orçadas em 30 milhões de reais e fazem parte do projeto de obras para as olimpíadas de 2016. O Sambódromo receberá as competições do Tiro com Arco e a chegada da Maratona. O projeto resgata o desenho orginal do arquiteto Oscar Niemeyer, que previa uma visão completa da pista de desfiles de todas as arquibancadas.

Serão contruídos quatro novos blocos de arquibancadas, iguais aos existentes nos setores 3, 5, 7 e 9 da Passarela. A data limite para o final das obras é dia 18 de dezembro.

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: