Começo imediato para Luis Felipe e Verônica

Uma das presenças mais badaladas na cerimônia de entrega do Estandarte de Ouro deste ano foi a de Verônica Lima, nova primeira Porta-Bandeira da Acadêmicos do Grande Rio, que chegou ao Vivo Rio acompanhada por Luis Felipe, seu novo parceiro.

Poucas horas depois de anunciada a contratação de Verônica os dois já começaram a conversar e definir os detalhes da preparação do casal para o Carnaval 2013, que pra eles já se iniciou. Um intenso trabalho de entrosamento iniciado já neste mês de março.

Bancada do Samba conversou com os dois, que falaram sobre como será o trabalho na Grande Rio e suas ligações com a base da escola, já que tanto Luis Felipe quanto Verônica iniciaram suas carreiras na Tricolor de Caxias.

Bancada do Samba – Como funcionou para você essa mudança de ares tão repentina que aconteceu contigo?
Verônica Lima – Eu estava bem triste porque a União da Ilha me acolheu. Eu me senti abraçada, chegando lá faltando pouco tempo pro Carnaval. Nós tivemos aquele problema do incêndio, mas passamos na avenida com muita garra e foi uma escola que me fez muito bem. Agora, com uma certa insatisfação por parte da diretoria e da presidência; eles confirmaram alguns setores e outros em aberto. Então, achei melhor deixa-los a vontade para decidirem o que é melhor pra escola.Sou muito grata a União da Ilha, vou sentir saudade… mas como vc sabe, somos sambistas e quando bate a saudade a gente vai lá. Saí de lá, mas com as portas abertas, fiz muitas amizades lá. Então deixei eles a vontade para escolher o melhor pra escola. E nesse meio tempo, quando eu estava até triste, pensando no que aconteceria, surgiu o convite da Grande Rio. Então, eu fiquei muito feliz porque lá é a minha escola, foi lá que eu aprendi a dançar, onde tudo começou na minha vida. Vou dançar com o Felipe agora, que é um menino que começou na escola como eu e é de Caxias. Eu tô muito feliz.

BS – Quando você chegou na Ilha e foi trabalhar com o Ronaldinho, você teve muito pouco tempo pra ensaiar com ele e pegar o entrosamento perfeito. E agora, na Grande Rio? Quando começa o trabalho pra você e o Luis Felipe?
VL – A gente vai ter bastante tempo. Inclusive, a gente já começa a ensaiar agora a pedido da Grande Rio para que a gente tenha um bom entrosamento e não fique atrás dos casais que já dançam há mais tempo juntos. Por isso que vamos começar agora, para que no meio do ano, a gente já consiga relaxar mais um pouco mas pensando naquele objetivo de fazer nesses primeiros quatro meses um trabalho mais intenso.

BS – Como foi o seu primeiro contato com seu novo parceiro?
VL – Ah, foi ótimo! Luis Felipe é uma pessoa maravilhosa. Estou gostando muito porque ele é muito jovem, está com aquela energia toda, aquela vontade, aquela disposição de chegar em mais um carnaval. Ele está muito empolgado e eu to muito feliz.

***

Bancada do Samba – Felipe, assim como a Verônica teve um final de temporada com muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo, você também teve. Você perdeu sua parceira e muito rapidamente você ganhou uma nova. Queria saber como foi isso pra vc? Teve algum momento de incerteza ou você já estava confiante de que a Grande Rio conseguiria A parceira pra você?
Luis Felipe – Cara, realmente foi uma surpresa ter perdido a minha Porta-Bandeira. Deus sabe o que faz e ele me deu uma nova parceira, uma excelente Porta-Bandeira. Graças a Deus, a gente se deu muito bem. A gente já havia se conhecido em 2000, dançamos pela primeira vez na Tijuca. Ela ainda estava na Grande Rio nessa época e a gente dançou junto lá e foi uma experiência maravilhosa. E quando eu soube que ia dançar comigo agora, eu fiquei feliz pra caramba. Uma boa Porta-Bandeira, carismática, que entende o Mestre-Sala, que se une com o Mestre-Sala. Acho que isso é o mais importante. É a união do casal; é tipo namorado: é sempre unido, sempre junto e nessa dança cai bem, traz emoção pro público. Então, eu estou muito feliz e se Deus quiser a gente vai correr atrás dessa nota 10 e vamos ensaiar muito pra isso.

BS – Era nisso que eu queria chegar agora. Vocês vão começar a trabalhar agora, mas o que primeiramente precisa ser acertado entre vocês? O que vocês vão atacar primeiro?
LF – A gente vai pegar primeiro a afinidade, entrosamento, o olhar… aquele estilo do Mestre-Sala e Porta-Bandeira. Isso é fácil, a gente pega como se fosse coversando mesmo. O olhar, ter confiança um no outro; isso já começa logo de cara.

BS – Você acha que essa história da Verônica, criada na Grande Rio assim como você também, vai ajudar vocês de alguma forma?
LF – Ajuda e muito! No quadro da Grande Rio tinham grandes figuras, assim como a Squel, a Verônica… eu mesmo era desse quadro. Então, isso na prática vai se tornar uma coisa gostosa por a gente ser dessa família. Já está dando certo!

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: