São Clemente presenteia suas 200 meninas

O projeto 200 Clementianas chegou ontem ao seu momento mais especial neste pouco mais de um mês de existência. A diretoria da São Clemente levou as alunas da oficina de percussão para tocar no palco maior da folia, a Marquês de Sapucaí. O risco de chuva rondou as meninas durante toda a terça-feira, com um tempo fechado, garoa fina e vento gelado. Na hora combinada estavam todas lá, concentradas na quadra da escola. Enquanto não chegava o comando para ir à Sapucaí, elas botaram a conversa em dia e as alunas nos intrumentos mais leves treinaram para fazer bonito na grande hora. Andando entre as meninas, encontrei Caroline de Souza Vieira, que viveu ali um momento único desde que se inscreveu no projeto. Natural de Cascadura, de uma família de apaixonados pelo carnaval, ela ainda não tinha pisado nem chegado próximo ao grande Sambódromo que a aguardava. Desde a primeira aula, Caroline ensaia com afinco, já pensando na possibilidade de ser chamada pra tocar na Fiel Bateria, no futuro. “Quem não sonha em estar lá? Para mim, seria um sonho, ainda mais com todo o empenho dessas meninas que vêm aqui no meio de semana, à noite, cansadas do trabalho…”, disse a aluna do naipe de tamborim.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Passavam das 8 da noite e com um sinal do presidente Renato Almeida Gomes, fomos todos andando o curto caminho que levava da quadra à Sapucaí. Chegando lá, tudo pronto: caminhão com as peças mais pesadas, carro de som a toda potência com cavaquinho e o intérprete Igor Sorriso. Tá certo que não tinha muita luz, mas foi o bastante para que as meninas tirassem muitas fotos e sentissem o clima da arena, enquanto faziam o esquenta. No começo do ensaio, quem fez a chamada do repique foi o próprio presidente Renato e já com clima quente, quem assume o instrumento é Bruna Almeida, rainha de bateria que entrou de cabeça no projeto e se saiu muito bem.

Mestre Caliquinho ditou a cadência das meninas, que tocaram pela avenida sambas-enredo, funk, música baiana, pop. Até mesmo o temido recuo de bateria foi testado pelas meninas, que fizeram a manobra abaixo da arquibancada do setor 9. Depois de manobrar, uma leve chamada do presidente e as meninas fizeram o caminho de volta. Tocaram no Sambódromo por cerca de 40 minutos e festajaram muito ao final. O presidente assume o microfone e diz às meninas: “Vocês não sabem do orgulho que estou sentindo. Fiz questão de chamar a minha diretoria pra vir aqui e ver a evolução de vocês(…) já estamos vendo com os órgãos competentes para vocês tocarem na orla de Copacabana, entre a Praça do Lido e o Posto 4”.

Com as alunas já indo embora encontrei Caroline, já devidamente batizada, e perguntei a ela como foi a experiência. “Foi maravilhoso! Muito bom! É algo completamente diferente, o grupo é maravilhoso,o ambiente é muito bom. As pessoas que estão te vendo ficam te dando força, torcem por você (…) Sempre que me chamarem, eu vou voltar!”.

veja mais fotos do ensaio em facebook.com/bancadadosamba

Anúncios
  1. #1 por Carol Souza em 17 de maio de 2012 - 10:21

    Muito obrigada pela oportunidade de participar da matéria! Tenho muito orgulho por fazer parte desse projeto, que além de alegrar minhas noites de terça, é um desafio pessoal (fraturei a mão há alguns anos e simples movimentos exigem um pouco mais de atenção e força da minha parte). Mas quando estou ali tocando com essas meninas maravilhosas sinto uma energia tão grande que não existe dor nem sacrifício, só a vontade de fazer o meu melhor e me divertir. 😉

  2. #2 por Carol Souza em 17 de maio de 2012 - 10:29

    Muito obrigada pela oportunidade de participar da matéria! Tenho muito orgulho por fazer parte desse projeto, que além de alegrar minhas noites de terça, é um desafio pessoal (fraturei a mão há alguns anos e simples movimentos exigem um pouco mais de atenção e força da minha parte). Mas quando estou ali tocando com essas meninas maravilhosas sinto uma energia tão grande que não existe dor e nem sacrifício, só a vontade de fazer o meu melhor e me divertir. 😉

  3. #3 por Paula Vianna Correa em 20 de junho de 2012 - 2:01

    Todos os dias agradeço á Deus,pelo fato de existir o Renatinho que teve está ideia maravilhosa das Clementianas,estou fascinada e apaixonada pelas aulas, temos mestres competentes, e a cada dia é uma nova emoção,não sei explicar o certo o que eu sinto ! Só sei que é algo poderoso, divino. Uma energia contagiante. Projeto Clementianas. É uma realidade uma promessa de vida pro meu coração. Obrigada Renato !! ” Que Deus abençoe 03/04/2012 “”
    Data do projeto das Clementianas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: