Mocidade e Ilha brilham no ensaio técnico

O domingo foi de estreia na temporada de ensaios técnicos para o Carnaval 2013. Depois de quase um mês de treinos, finalmente as escolas de samba do Grupo Especial pisaram na avenida. Mocidade Independente de Padre Miguel e União da Ilha do Governador trouxeram consigo o grande público que era esperado desde dezembro na Marquês de Sapucaí e o show foi completo. Com excelente comunicação com as suas torcidas, as escolas da noite fizeram apresentações fantástica com destaque para a agremiação da Zona Oeste.

Com um enredo contestado na época do seu lançamento, a Mocidade Independente de Padre Miguel teve a tarefa de abrir a noite de ensaios técnicos e surpreendeu com uma evolução empolgante e a qualidade no canto dos componentes foi um destaque a parte. Ainda não se tinha ouvido nesta temporada um canto tão forte e com tanta clareza quanto o da Mocidade. Com um contingente quase que completo, a escola passou compacta pela pista, não dando oportunidade para a criação de buracos entre as alas. A Bateria Não Existe Mais Quente dos mestres Bereco e Dudu também teve destaque fazendo paradinhas ousadas e interagindo com o público da Sapucaí. A bela apresentação do primeiro casal de Mestre-Sala e Porta-Bandeira Feliciano Jr. e Squel também ajudou para colocar a performance da Mocidade em altíssimo nível. 

mais imagens dos ensaios técnicos em facebook.com/bancadadosamba

A União da Ilha também fez uma boa apresentação, sendo que um pouco mais tímida que a escola anterior. A homenagem prestada ao centenário de nascimento de Vinúcius de Moraes foi mais empolgante pelo resultado que o samba teve na avenida. Os componentes cantaram muito a partir do segundo setor e harmonia fez muito bem em dividir as alas com camisas diferentes, além de usar outros adereços como bexigas e lenços nas cores da escola. Mesmo com esse saldo positivo pôde-se ver integrantes das últimas alas passando sem cantar. Assim como na Mocidade, o primeiro casal de Mestre-Sala e Porta Bandeira foi formado no início da temporada, mas Bira e Cristiane mostraram excelente entrosamento e uma apresentação segura em frente às cabines. Os mestres de Bateria Riquinho e Odilon colocaram em prática na avenida a reformulação pretendida para o segmento, que previa uma valorização maior da cadência, um pouco mais lenta, mas que foi responsável por incendiar as arquibancadas durante sua passagem pela passarela. Outro destaque positivo fica para o presidente da União da Ilha, Ney Filardi, que acompanhou a evolução de seus componentes atentamente; na maioria das vezes de dentro das alas, cumprimentando integrantes da Ala das Baianas e da Velha Guarda.

Anúncios
  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: